Tadalafil

  • Medicamento de ação prolongada para a disfunção erétil
  • Restaura a capacidade de ereção
  • Atua após cerca de meia hora
  • O efeito dura até 36 horas
  • O álcool reduz o efeito e pode aumentar os efeitos secundários

Sobre Tadalafil

Este medicamento contém a substância ativa tadalafil. Este medicamento pertence a um grupo de fármacos denominados inibidores da fosfodiesterase tipo 5.

Os comprimidos de 2,5 mg, 5 mg, 10 mg e 20 mg são utilizados para o tratamento de homens adultos com disfunção erétil. Fala-se de disfunção erétil quando um homem não consegue ter ereção ou não consegue manter a ereção para conseguir ter atividade sexual por tempo suficiente.

Tadalafil demonstrou melhorar muito a capacidade de ereção. Após a estimulação sexual, este fármaco permite que os vasos sanguíneos do pénis relaxem permitindo assim que o sangue flua para o pénis, o que permite uma melhor ereção.

Este medicamento não tem efeito se não tiver disfunção erétil. É importante saber que este medicamento não atua se não existir estimulação sexual.

Tadalafil também é prescrito para outras patologias (hiperplasia benigna da próstata, hipertensão nas artérias pulmonares). No folheto informativo, encontrará mais informações sobre isto.

Utilização/atuação

Utilize sempre este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Se tiver dúvidas sobre a utilização correta contacte o seu médico ou farmacêutico.

Os comprimidos devem ser deglutidos por inteiro com água. Os comprimidos de Tadalafil Sandoz 20 mg podem ser divididos em doses iguais. Os comprimidos podem ser tomados com ou sem alimentos.

Para o tratamento da disfunção eréctil ∙ Dose flexível, se necessário:
A dose inicial recomendada é de um comprimido de 10 mg antes da atividade sexual. Se esta dosagem não produzir um efeito adequado, o médico pode aumentar a dose até 20 mg.
Pode ser administrado pelo menos 30 minutos antes da atividade sexual. O efeito do medicamento pode durar até 36 horas após a toma do comprimido. Os comprimidos de 10 mg e 20 mg destinam-se a ser utilizado antes da atividade sexual prevista e não é recomendada uma utilização diária contínua.

∙ Administração uma vez ao dia:
Se tomar este medicamento uma vez por dia, poderá ter uma ereção quando é sexualmente estimulado a qualquer momento. A administração deste medicamento uma vez ao dia pode ser útil para homens que esperam ser sexualmente ativos duas vezes ou mais por semana.
A dose recomendada é de 5 mg uma vez por dia, tomada aproximadamente à mesma hora todos os dias. Dependendo da sua resposta ao medicamento, o seu médico pode ajustar a dose para 2,5 mg.
Não tome o medicamento mais do que uma vez por dia. Beber álcool pode afetar a capacidade de conseguir ter uma ereção.

Tomou medicamento a mais ou a menos? Consulte o folheto informativo e/ou um médico/farmacêutico.

Para a dosagem noutras situações (hiperplasia benigna da próstata, hipertensão nas artérias pulmonares) consulte o folheto informativo.

Quando não se deve utilizar o medicamento

Quando não deve utilizar este medicamento?

  • Se é alérgico a uma das substâncias ativas do medicamento. Poderá encontrar estas substâncias na secção 'Composição'.
  • Se estiver a tomar qualquer forma de nitrato orgânico ou dadores de óxido nítrico, tal como o nitrito de amilo. “Nitratos” são medicamentos usados para alguns tipos de dores no peito.
    Este fármaco tem mostrado aumentar os efeitos destes medicamentos. Se estiver a tomar qualquer forma de nitrato ou se não tem a certeza disso, informe o seu médico.
  • Se tiver tem uma doença cardíaca grave ou se tiver tido um ataque cardíaco nos últimos 90 dias.
  • Se tiver tido um acidente vascular cerebral nos últimos 6 meses.
  • Se tiver tensão arterial baixa ou tensão arterial elevada não controladas.
  • Se alguma vez teve perda de visão devida a neuropatia ótica isquémica anterior não artrítica (NAION), uma doença descrita algumas vezes como “acidente vascular ocular”.
  • Se tomar riociguat. Este medicamento é utilizado para tratar certos tipos de hipertensão nos pulmões. Os inibidores da PDE5, como Tadalafil Sandoz, demonstraram aumentar o efeito de redução da tensão arterial deste medicamento. Se estiver a tomar riociguat ou não tiver a certeza, consulte o seu médico.

Quando deve ter cuidados adicionais com este fármaco?

Tenha consciência de que a atividade sexual acarreta um possível risco aos doentes com doenças de coração, porque provoca um esforço adicional para o coração. Se tiver um problema cardíaco informe o seu médico.

Antes de tomar os comprimidos, informe o seu médico se sofrer de:

  • Anemia de células falciformes (uma anomalia nos glóbulos vermelhos);
  • Mieloma múltiplo (cancro da medula);
  • Leucemia (cancro das células sanguíneas);
  • Malformação do pénis ou ereções indesejadas ou persistentes com duração superior a 4 horas;
  • Se sofrer de doença hepática grave;
  • Se sofrer de doença renal grave;
  • Uma doença ocular hereditária;
  • Problemas cardíacos para além da hipertensão nas artérias pulmonares;
  • Problemas de tensão arterial.

Este fármaco não se destina a ser utilizado por mulheres ou por adolescentes com menos de 18 anos de idade.

Toma outros medicamentos? Isto pode por vezes causar problemas se também quiser começar a tomar Tadalafil. Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar os seguintes medicamentos:

  • Bloqueadores alfa (utilizados no tratamento da tensão arterial alta e da hiperplasia benigna da próstata);
  • Outros medicamentos para a tensão arterial elevada;
  • Nitratos (para tratamento de dores no peito);
  • Riociguat;
  • Inibidores da 5-alfa-redutase (usados no tratamento da hiperplasia benigna da próstata);
  • Inibidores da protease para o tratamento da SIDA ou de infeções por VIH (ritonavir);
  • Penobarbital, fenitoína e carbamazepina (medicamentos para o tratamento de convulsões);
  • Rifampicina, eritromicina ou claritromicina (usadas no tratamento de infeções bacterianas);
  • Medicamentos como o cetoconazol ou itraconazol (para tratamento de infeções fúngicas);
  • Bosentan (outro tratamento para a hipertensão nas artérias pulmonares);
  • Outros tratamentos para a disfunção erétil (inibidores de PDE5).

No folheto informativo, encontrará mais advertências sobre a administração de Tadalafil.

Efeitos secundários

Tadalafil pode causar efeitos secundários, embora nem todas as pessoas os observem. Estes efeitos são normalmente moderados por natureza.

Se observar algum dos seguintes efeitos secundários, pare de tomar o medicamento e procure assistência médica imediatamente:

  • Reações alérgicas incluindo erupção cutânea;
  • Dor no peito - não tome nitrato, procure assistência médica imediatamente;
  • Ereção prolongada e possivelmente dolorosa. Se a ereção durar mais de 4 horas, contate o seu médico imediatamente;
  • Perda súbita de visão.

Os efeitos secundários mais comuns de Tadalafil são, entre outros:

  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Dores nos braços e nas pernas;
  • Enrubescimento;
  • Congestão nasal;
  • Problemas digestivos;
  • Tonturas (o álcool pode aumentar este efeito).

No folheto informativo poderá ver um resumo completo dos efeitos secundários possíveis. Consulte um médico se observar efeitos secundários, mesmo que não estejam listados no folheto informativo.

Composição

A substância ativa deste fármaco é o tadalafil. Cada comprimido revestido por película contém 2,5 mg, 5 mg, 10 mg ou 20 mg de tadalafil.

Os outros componentes deste medicamento são:

  • Núcleo do comprimido: lactose monoidratada, lauril sulfato de sódio, povidona K-12, crospovidona (tipo B), estearil fumarato de sódio.
  • Revestimento: álcool polivinílico, macrogol 3350, dióxido de titânio (E171), talco, óxido de ferro amarelo (E172).

Andriol é fabricado por:

Lek Pharmaceuticals d.d.
Verovškova 57
1526 Ljubljana
Eslovénia

Folheto informativo

Antes de utilizar, leia o folheto informativo.

Folheto(s) para o paciente
Voltar para o início